store

Newsletter

Inscreva-se para receber informações sobre o trabalho
alt=""
Dentes para quê?

img_escovacaoDeveria ser, penso eu, a primeira pergunta a ser feita antes de iniciarmos a limpeza dental. A limpeza é chata, trabalhosa, exige certa habilidade, constância de execução e determinado conhecimento. Vejamos, pois. Imagine dois pedaços iguais de carne. Ambos engolidos. Um bem mastigadinho e o outro, inteiro. Ambos serão dissolvidos pelo suco gástrico do estômago. O bem mastigadinho será mais rápido e confortavelmente dissolvido pelo suco do que o inteiro.

Além da beleza e da boa pronúncia das palavras é também função de nossos dentes a redução em porções menores os nossos alimentos (ação mecânica) para que, quando no estômago, esse “molhamento” pelo suco gástrico facilite a dissolução química dos alimentos.

Pedaços menores. Maior facilidade de trabalho para os órgãos internos (estômago, intestinos, vesícula, fígado e outros). A primeira recomendação: MASTIGUE BEM os alimentos e NÃO tenha pressa. Não é bonito nem elegante e principalmente, é muito não funcional “comer ligeirinho”.

E, sem os dentes? Já pensou cada pedaço de alimento ser reduzido, ou com garfo e faca, ou processador, ou...? Com os nossos dentes fica bem mais fácil! Portanto, vamos conservá-los. Como?

VARRENDO-OS! Pensou que eu falaria em movimentos circulares, ângulos de cerdas, número de movimentos, hein? Por que complicar? É varrição de limpeza para a remoção de restos alimentares e entre os dentes é o local onde as cerdas não atingem e então usamos o fio dental.  Quando? Após qualquer refeição.

Ah? Quase esqueci. Crianças não tem a habilidade motora suficientemente desenvolvida. Pais e responsáveis são os que devem, além de estimular a limpeza “numa boa”, fazer a remoção final dos restos alimentares.

Finalmente e infelizmente a ciência ainda não desenvolveu uma vacina contra as doenças da boca. Portanto, para evitar cáries e doenças das gengivas é a varrição dental com pasta dental fluorada ainda a prática recomendada e, também não custa nada olhar TODO o interior da boca.

Feridinhas que não saram após quinze dias; consulte o seu Cirurgião Dentista!

Dr. Luis Roberto Falqueiro
Cirurgião Dentista
Especialista em Saúde Pública pela USP
Bacharelado e Licenciatura em Filosofia pela FFLCHUSP